quarta-feira, 21 de março de 2012

Estava aqui pensando…..

Pensando em como divulgar mais o nosso restaurante e …. conclui…. eu preciso da ajuda de vocês.

Falar da minha paixão  que é  o Trio Gourmet é muito fácil… Dizer a vocês que nós temos uma gastronomia diferenciada é super… O que gostaria de apresentar a todos é a cozinha de fusão. E o que é isso:

cozinha de fusao -O tempo passa depressa. Parece que foi  ontem  e afinal já se passaram 5 meses desde nossa inauguração. Vou escrever sobre O Trio Gourmet. Mas na perspectiva gastronómica, e sobre o exercício de inventariação da culinária de encontros no Mundo, Portugal foi verdadeiramente o instalador da cozinha de fusão hoje tanto propagandeada, como sou neta de portugueses não é tão difícil conciliar as multi culturas que temos dentro,  e nem sempre com a retaguarda cultural que o assunto merece. Faz-me lembrar um grande cozinheiro francês que se instalou há duas décadas no Brasil e esteve no ano passado em Portugal a apresentar a sua cozinha de fusão.  Explicações para cá e para lá, afirmava que a diferença é que ele cria pratos novos com essa consciência. Responderam que possivelmente os pratos que ele inventa ficam no seu restaurante ou possivelmente nos livros que edita, mas a grande vantagem da presença dos portugueses é que a nossa cozinha de fusão ficou por várias gerações, e entrou no património cultural do Brasil, e são tradições dificilmente em extinção. Mas não foi só no Brasil! Ainda hoje em Goa se come a cozinha de cruzamento das duas culturas. E em muitos outros Países. O termo cozinha de fusão é gratuitamente utilizado. Desde que haja misturas de produtos ou técnicas de regiões, ou países, diferentes toda a gente chama de cozinha de fusão. A cozinha de fusão não é tanto uma combinação e uma mistura de ingredientes mas especialmente um encontro de culturas que cria pratos naturalmente novos. Esta mistura de culturas manifesta-se de tempos a tempos em criações culinárias verdadeiramente novas e exultantes. Mas o mais importante, e ainda mal inventariado, são as receitas que perduram, que entram na tradição, independentemente da consciência ou contribuição direta para os conceitos de cozinha de fusão. Vários autores sustêm que a cozinha de fusão é essencialmente um dos processos naturais pelos quais as cozinhas evoluem.
Mas o desafio maior do Restaurante Trio Gourmet  é  criar um conceito para que as pessoas entendam como forma de cozinha sustentável, saudável e essencialmente gostosa.  No Trio Gourmet existe uma variedade imensa no cardápio, misturas de gostos e conceitos  dos chefes que assinam os menus diários. De imaginação fértil  os chefes de cozinha  apresentam aos clientes surpresinhas especiais e saborosas nos bufes.  O restaurante serve em média 95 refeições  diárias com 60 lugares, climatizado, com música ambiente diferenciada, e com aspecto lúdico, a empresa se consolida como inovadora.  Após estes meses  passados ainda recordo com satisfação alguns clientes que faziam questão de semanalmente vir degustar as sugestões.

É com um trabalho árduo e especialmente recompensado pelas reações dos clientes. E pelos convites que os mesmos fazem aos seus colegas, amigos e família. Quanto aos banquetes  que a equipe faz é interessante, e um desafio, mostrar que é possível servir as nossas tradições mesmo em refeições oficiais, e repito a proeza de apenas servirmos fatias de pão de  milho com calabresa.

Alguns chefes de cozinha estrangeiros têm chegado a cidade de Goiânia e descoberto que a riqueza de nossos produtos, o cerrado no caso de Goiás, e têm tratado bem o tipo de confecções que ainda valorizam mais os produtos.

Costela suína ao molho de mangaba, é algo sensacional, ou o Ossobuco com geleia de jabuticaba.  Polegar para cima