quinta-feira, 18 de outubro de 2012

FELIZ DIA DOS MÉDICOS – HOJE ESPECIALMENTE AO MEU PAI–O MELHOR MÉDICO DO MUNDO!

Papai esse dia é muito especial pois somos um conjunto de coisas boas que a natureza nos proporcionou,você com seu coração maravilhoso, com seu compromisso com seus pacientes e com a nossa família.

Você que nos mostrou como é o sacerdócio da medicina, como as vezes o tempo disponível que possui simplesmente é para os pacientes que confiaram a vida em suas cirurgias as vezes de emergência, as vezes preventivas.

Papai você é o meu exemplo, a sua forca me faz uma pessoa mais realizada, a medida em que tenho o espelho de um profissional comprometido com a profissão que escolheu.

Poema médico mais uma vez...

Anatomia de um poema


Posição anatômica: olhar no horizonte.
Então vou dissecando o poema.
Conto as sílabas poéticas como quem conta vértebras,
processos espinhosos - como sabe ferir um espinho rimado! -
e processos trans-versos.


Na Neuro começa o problema.
Há versos que me neuram, me marcam
e, nos feixes do sistema límbico,
o poema vai se enrolando de libido.
Envolvente como a mielina em seu tecido.


Vou examinando cada órgão
e dividindo em estrofes e estratos.
às vezes enxergo até uma imagem esquisita:
aqui ou ali um parasita.


Terminando o estudo. Está pronto:
Tudo anotado. Logo será publicado.
O corpo incidido e o poema estão abertos.
Hora de dar os pontos...

papai